Município / Economia

Economia

A economia felizense atravessou diferentes fases - de essencialmente voltada à agricultura, passou, nas décadas de 80 e 90, à industrialização. Experimentou o apogeu das grandes fábricas e também vivenciou a queda proveniente de seus fechamentos.

 

Talvez nenhum outro aspecto da cidade tenha sofrido tantas mudanças e reflita a capacidade de reação e superação de dificuldades.

 

Na economia felizense, destacam-se indústrias do setor metal-mecânico, calçadista e moveleiro. As atividades do setor primário, principalmente com o cultivo de hortigranjeiros, com a avicultura e a suinocultura, também têm grande representatividade na economia municipal. Morango, figo, goiaba e amora-preta, entre outras olerícolas, são os principais produtos agrícolas.

 

O setor de comércio e os serviços completam a economia local e são referência para vários municípios vizinhos.

 

Participação dos setores na economia felizense (2016)

  • 35,10% - Agricultura
  • 32,55% - Indústria
  • 32,36% - Comércio e Serviços

 

Pela localização geográfica privilegiada, pelos altos índices de saúde e educação das pessoas, entre outros aspectos, Feliz dispõe de plenas condições para proporcionar qualidade de vida a seus moradores e o êxito dos empreendimentos instalados em seu território.

description

Notícias

Mais notícias